Jaraguá do Sul: 15% a menos para empregados do comércio e indústria a partir de abril

Em plenária extraordinária no Centro Empresarial na noite de quarta-feira, 22 de março, foi apresentada uma proposta de redução dos salários dos funcionários do comércio e indústria de Jaraguá do Sul.

A proposta foi discutida entre os membros da diretoria, e por votação, a maioria decidiu que a partir de abril deste ano, os empregados terão uma redução de 15 a 25% dos seus salários, dependendo da faixa salarial, pois estão considerando que alguns recebem um percentual sobre as vendas, atingindo em cheio o comércio varejista.

O ponto mais polêmico foi quanto à redução da carga horária semanal, mas após intenso debate, o presidente da plenária fez o voto de Minerva, e decidiu que não haverá redução do horário. Portanto, além de receberem menos, os funcionários trabalharão as mesmas horas semanais.

Um ponto do projeto que teve 100% de apoio foi quanto à margem de lucro dos empresários, que permanecerá a mesma, bem como o salário deles e de seus gerentes e executivos.

O sindicato do comércio e da indústria promete entrar com uma ação para julgar a legalidade, mas a classe empresarial foi enfática em dizer que não mudará nada nas propostas aprovadas.

Como argumento desse posicionamento, os empresários citam a crise econômica que está consumindo o país, e o bom exemplo do chefe do executivo, que não mediu esforços em fazer algo semelhante com o funcionalismo público municipal. "Um exemplo para todos nós", ressaltou um dos membros da diretoria.
________

Ora, é óbvio que o texto acima é fruto da imaginação que só uma noite em claro proporciona.

O dito acima apenas busca fazer com que as pessoas de outros segmentos sintam aquilo que o servidor público jaraguaense está sentido: um nó na garganta em saber que receberá menos  a partir do próximo mês.

No dia da votação na Casa do Povo, chamada de Câmara de Vereadores, muitos servidores choraram, pediram abraços de consolo das pessoas ao seu redor. Pessoas guerreiras que sabem que tudo está cada vez mais caro, e em um golpe fatal de seus representantes, terão seus salários diminuídos. Sem falar da incoerência do contexto que toma a casa do executivo.

Alguns sorriem com essa situação, outros são indiferentes, e outros apoiam os servidores. Cada um faz a sua escolha.

Entretanto, sempre digo, olhar pelo lado de fora é muito fácil, até mesmo para criticar quem está perdendo direitos, pois para o brasileiro, "se não mexem no meu, então está bom".

Em resumo, há o ditado que cai bem para essa situação singular na história jaraguaense: "pimenta nos olhos dos outros é refresco".

imagem: http://excelenciasc.org.br/site/2015/06/01/evento-regional-em-jaragua-do-sulsc-palestra-a-crise-pode-promover-o-crescimento/

Comentários

  1. A maioria pensam só em si mesmo

    ResponderExcluir
  2. É Jaraguá ja foi uma excelente cidade a se viver, agora virou só mais uma cidade ridícula que diminui do povo para os empresários ganharem mais..Só sinto dizer que se a cidade já não tinha vendedores bons , se preparem para o pior atendimento acreditem!

    ResponderExcluir
  3. Isso só vai mudar quando o povo se conscientizar da força que ele tem , e se educar politicamente. Elege uma raposa, e não quer ser saqueado ????

    ResponderExcluir
  4. Será que o apoio ao prefeito por parte da população vai continuar??? Como sempre o trabalhador nunca tem direitos, pode ser no serviço publico ou qualquer outro que serja. sempre estão querendo passar a perna no trabalhador.

    ResponderExcluir
  5. não há lógica legal para redução no salário de trabalhadores da indústria.. isso é bem definido pela clt.

    ResponderExcluir
  6. Não apoio a redução aplicadas a alguns setores da prefeitura, porém também não apoio a greve, fato é que em muitos setores da prefeitura de nossa cidade o cidadão e tratado como lixo, mal atendido, serviços demorados e mal feitos, dependendo do setor a infinidade de serviço se acumula e é comum encontrar as rodas de conversa, pessoal que bate ponto e vai fazer suas atividades pessoais, ai o servidor vem reclamar dos comissionados, concordo que isso não deveria existir e sem dar mais chances ao servidor de carreira se este o merecer, porém os cargos estão na prefeitura bem antes do atual prefeito e até então ninguém via nada, claro enquanto o todo mundo recebe o seu todo mundo é sego, surdo e mudo. O mesmo acontece para a estripulia nos gastos públicos com os que acontecem em midas e propaganda cujos recebedores são Famílias Lunelli e Dieter (Radio, Jornal), o mesmo estamos vendo no caso das carnes, será que nenhum funcionário via o que acontecia? .. e a resposta de Sempre é "Somos concursados" ser concursado não significa executar sua atividade com eficiência ou ser qualificado a esta.. Enfim muita coisa precisa mudar em nossa cidade, em nosso Estado e em nosso País, mas não vai acontecer.. por que o Brasileiro é acomodado, enquanto ele recebe as suas migalhas fica passivo, cego, surdo e mudo.

    ResponderExcluir
  7. Quem nao lê a matéria completa ja fica revoltado...
    Coloque-se então no lugar dos servidores públicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o comentário com atenção e entenderá ...

      Excluir
    2. Cara não está bom na prefeitura sai fora e vai trabalhar em uma empresa privada... simples ;)

      Excluir
  8. Os servidores deveriam chamar a população para o lado deles, mas preferiram cruzar os braços, entrar em greve, ficaram debochando da população, usando de sarcasmo. Os argumentos tbm foram muitas vezes vazios, falando sobre salarios do prefeito, comissionados, que até pouco tempo atras eram "normais", justo. Vai pedir apoio de uma mãe que não tem onde deixar as crianças. Os servidores atenderam cegamente a manobra do sindicato, quando na verdade deveriam planejar a greve de forma organizada, usando midia para trazer a população para o seu lado, e se preciso chutar o prefeito da prefeitura. Não acho justo os cortes, e creio em lutar por direitos, não votei nesse prefeito e estava muito claro que um empresario bem sucedido não faz politica, não pensa nas proximas eleições, ele faz o que sempre idealizou, doa a quem doer, se não votarem nele nas proximas eleições, vida que segue. Força aos servidores, espero melhor sorte pra vocês.

    ResponderExcluir
  9. Que feio isso..notícia falsa....liguei pra lá e nem existiu essa audiência. ..que feio em servidores...inventando quando não da o conta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São pessoas como você �� que criticam, desaprovam ou apóiam argumentos sem fundamento. Só sabem ver manchetes e não se dão o trabalho de ler mais que as cinco primeiras linhas... Esse texto é fictício, senhor(a)... Apenas uma tentativa de gerar empatia, de colocar-se no lugar do outro antes de julgar! Parabéns ao autor!

      Excluir
    2. KKKK tem gente que é devagar.. mesmo

      Excluir
  10. Muito bom mesmo. Quem leu tudo viu que era ficticio. E saberia q não era uma intenção de inventar mentiras por parte dos servidores. Mas se alguns chegaram até a ligar lá é porque se preocupou. Não é bom nem pensar em reduzir salário né? Pois como diz o texto, é esse o sentimento q os servidores estão sentindo, só q pra essa categoria a redução não é fictícia

    ResponderExcluir
  11. Não está feliz, é bem simples pede para sair da prefeitura e vai trabalhar em empresas privadas... parem de mimi e vão trabalhar, na prefeitura ou em empresa privada não me importo, só parem de atrapalhar a vida do resto das pessoas de Jaraguá do Sul...

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Servidor público é tão preparado que mal entende as propostas, tem a capacidade de reclamar de um trabalho que é de acomodação, existem casos a parte, existem, porém provavelmente vocês servidores públicos ou nunca trabalharam em empresa privada ou trabalharam e tentaram um concurso ou algum cargo comissionado para receber mais e fica acomodado, servidor público deve servir como o próprio nome diz, ao público (sociedade), no caso, não estão cumprindo nem o minimo de suas obrigações, na esfera privada meus caros, é justa causa, ai nessa mamata de vocês era no máximo advertência, agora vão ter que pelear muito, sejam servidores públicos, não mamadores de teta do governo, abraço e até a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. O cara, vamo faze um x1?

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Acho q vcs ainda não conseguem quem mama na teta do governo. Tenho muitos alunos para ensinar a ler e escrever todos os dias. Por tanto meu trabalho meu trabalho não é de acomodação nem mamo na teta do governo. Não procuro trabalho em empresa porque essa foi a profissão q escolhi e não vou me envergonhar ou mudar por causa de um governante. E se vc conseguiu escrever esse texto foi graças aos professores q teve. É pena q pessoas ainda pensem q temos q aceitar tudo q esses governantes e políticos nos impõe.

      Excluir
    6. Só completando a frase q escrevi não conseguem diferenciar quem mama na teta do governo

      Excluir
  14. Qualé qualidade, se fala muito é papum aqui na quebrada, é relo na tua carteira

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Só sei que ficar nas redes sociais falando, falando e falando não vai resolver muita coisa.

    ResponderExcluir
  17. Agora vamos ampliar nosso pensamento, hipoteticamente imagine, você economizou anos e anos, guardou aquele dinheirinho suado e enfim depois de anos de planejamento, consegue abrir seu negocio, esta trabalhando consegue gerar mais 2 empregos, ai chega a crise.. o conta não bate mais, o caixa começa a ficar vermelho e vc não vê outra saída, se quiser salvar sua empresa e seu ganha pão vai ter que demitir um dos teus colaboradores, mas não tem saída, com o coração partido demite aquele pai de família que precisa do salário para sustentar, mas você não tem outra escolha, a crise ainda esta lhe afetando, agora você e seu colaborador tem que fazer o trabalho de três pessoas, ai seu funcionário precisa começar a faltar porque seu filho esta sem escola e ele não tem ninguém onde deixa-lo, você fica dias sem dormir, fica pensando em como vai fazer para pagar as dívidas, fica imaginando aquela economia de anos se esvaindo, não tem outra escolha, vai ter que fechar seu negocio. Amigo, de uma passeada pelo centro de Jaraguá e conte as placas de Aluga-se em lugares que outrora eram empresas em que os "donos" inescrupulosos geravam no mínimo 1 emprego direto e outros indiretos, onde agora reina a empresa do "aluga-se" .. se formos para usar de empatia conforme seu texto lúdico, vamos inverter e usar de empática para com a população da cidade também, que muitas vezes sofrem com atendimentos mau executados, falta de informação, falta de boa vontade por parte do funcionalismo publico, Não vou ser hipócrita também, Logicamente existem serviços exemplares como os CMEI, mas em grande parte dos serviços principalmente na esfera administrativa são de baixa a péssima qualidade. Atendendo a população como se tivessem um Deus na barriga.

    ResponderExcluir
  18. Esse blogueiro de merda ai não tem coragem de postar um foto no seu perfil e vem falar merda, kkkkkkkkkkkkkkkkk sejam homem e assuma suas mentiras seu bosta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom-dia Edson, sei que sabe decodificar o código linguístico, mas desejo que se esforce um pouco para interpretar o texto ;D

      Excluir
  19. kkkkkkk Realmente está na hora de Jaraguá do Sul investir mais na educação de seus cidadãos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário